DC
Sabedorias
home asked face themes Insta

Charles Chaplin. 
Quem te merece não te faz chorar, quem gosta cuida, o que está no passado tem motivos para não fazer parte do seu presente, não é preciso perder para aprender a dar valor, e os amigos ainda se contam nos dedos.
Delírio.
Logo antes de o sol nascer há um momento em que o céu ganhar uma cor pálida, inexistente, não é bem cinza, mas um pouco branca, de que sempre gostei porque me faz lembrar de esperar que alguma coisa boa aconteça.
Querido John.
Eu sei que você está aqui. Mas é como se não estivesse, sabe? Sei que se eu te procurar, vou te encontrar e se eu te chamar, você virá ao meu encontro. Mas você já parou pra pensar que eu também estou aqui? Que eu também posso estar esperando por você. Pela sua voz, o teu toque, o teu cheiro. Por você. Não estou pronto. Mas espero até pelo seu adeus se for o caso. Você sabe que sempre foi a melhor parte da nossa relação. A melhor parte de mim. As qualidades são encontradas em você e os defeitos em mim. O amor é você quem tem e eu tenho o ódio. Somos equilibrados por causa disso. Somos oposto e a lei diz que deveríamos nos atrair. Então mostra que eu estou certo. Mostra que você é melhor do que eu e vem me procurar. Você não iria embora sem se despedir ou iria?
Cinzentos 
Eu tenho seus espelhos em casa. E o vidro é uma fotografia. Eu tenho suas chuvas esparramadas pelo meu quarto, tenho meu céu repleto de vazio, tenho sua memória estraçalhada no meu mural como aquelas borboletas com cabeça de alfinete. Não saia de casa esta noite. Tenho algum carnaval dançando em mim. Parem com a música, senhores, hoje é vida de cinzas. O resto é uma brincadeira de inventos. Vamos fugir pra dentro de qualquer um dos teus delírios e, pelo amor, vamos ser felizes. Vamos ser felizes por amor. Esconda suas artes caras e vamos sujar as mãos com o sangue do outro. Esconda a droga do seu bom senso e voe até sua morte sair pela boca. Meus alfinetes são temporários e a minha magia negra é inconsciente. O meu problema é falta do que fazer. E é o tempo que sai fugido de mim. Horas, amores e decepções são desastres naturais imprevisíveis. Vou abusar da tua coragem e da mão de obra barata. Vou abusar da tua falta de tecnologia, do teu atraso e da tua África. Vou povoar você. Vou salvar você. E esse corpo desnutrido não são ossos, são ócios. Ócios da tortura de me pertencer, mas não reclame. Não reclame jamais, porque te amo, porque te guardo. Não se lamente, por maior que seja a minha culpa. Não decore o meu interior com a tua mania de adeus. Eu não me despeço nem dos meus lixos. Sua saliva é um véu que me sufoca, e minha existência se resume em ser um talibã radical. Eu existo e o mundo é meu. O mundo é meu. Qualquer dia desses vou assar a tua alma e encerrar a fome mundial. Vou ganhar um prêmio nobel da paz, agradecer e dizer que todo mundo comeu da minha dor, que todo mundo bebeu do teu sacrifício involuntário. E todos vão me aplaudir porque todo mundo engasga com o próprio silêncio, e o silêncio é de morte.
O Menino do Pijama Listrado.
Se quer saber, estamos todos no mesmo barco. E ele está afundando.
Gabriela Santos e Ciceero M.    
É estranho não é? Quando você se acostuma a falar com uma pessoa todos os dias e, de repente, isso acaba. E vocês não se falam mais. Não trocam palavra alguma, se tornam verdadeiros estranhos. É difícil pra você também? Digo, quando não tem mais aquele alguém que te fazia se sentir melhor com um simples sorriso. A minha mala está cheia de esperança em dias melhores, mas o trem da saudade continua parado diante dos meus olhos. Não sou bom em desatar nós, ainda mais o nosso nó, que me parecia assim tão meu quanto seu, e que agora só parece prender o meu coração. Justo eu que batia no peito e gritava pra quem quisesse ouvir “Dá minha vida cuido eu!”, me pego aqui sentado esperando você voltar e se amarrar em mim. A verdade é que as pessoas raramente percebem que contam mentiras com os lábios, e verdades com seus olhos o tempo todo.
Caio Fernando Abreu.   
Anota aí: Desapegar das pessoas; se importar menos; não se abalar por nada nem ninguém; correr atrás daquilo que faça seu coração vibrar; ficar perto de quem te quer bem; correr atrás dos seus sonhos; se amar mais; esquecer tudo aquilo que te faça mal. Anota aí: Cair na real.
Eu te amo, Caio Fernando Abreu.
Eu amo os milhares de sorrisos que você tem, e toda paz que eles transmitem ao meu coração. Eu amo tuas risadas, tuas piadas sem graça e tuas tentativas de me tirar do sério. Eu amo a tua cara enciumado, o bico que você faz quando fica emburrado ou pedindo beijo. Eu amo quando você pára e fica me olhando em silêncio, e quando você me deita sobre teu peito e me faz carinho. Quando você entrelaça tuas mãos nas minhas e segura forte como quem não quer soltar. E sei que não vai… Eu amo quando te vejo chegando no portão para me buscar. E o teu abraço apertado, que encaixa os nossos corações como duas peças de um quebra-cabeça. Eu amo acordar com o teu “bom dia” e “eu te amo”. Eu amo chegar no final do dia e receber um telefonema seu, e passar horas contando como foi o dia um do outro, dividindo histórias e segredos. Eu amo quando você concorda quando eu digo que somos melhores juntos. E amo ouvir de você planos e sonhos de uma vida à dois. Eu amo ser tua. E amo te sentir meu. Te saber meu. Cada parte de você. Tudo em você… Eu amo. Eu te amo. Para sempre.
Charles Bukowski.
O problema era que você precisava ficar constantemente escolhendo entre uma opção horrível e outra pavorosa, e, independente da sua escolha, eles cortavam mais um pedaço da sua carne, até que não restasse mais nada para descarnar. Por volta dos 25 anos, a maioria das pessoas estavam liquidadas.